Planejamento e Controle da Produção: Entenda a importância do PCP para a saúde financeira da empresa

O processo de modernização da gestão dos sistemas produtivos, assim como avanço da globalização da economia e da inovação científica e tecnológica, tem obrigado as empresas, por questão de sobrevivência no mercado, a buscarem alternativas que as levem à obtenção de ganhos de produtividade. O mercado impõe duas alternativas: ou melhoram o seu planejamento ou fecham suas portas. E é justamente sobre planejamento e controle da produção que nós iremos falar neste artigo. Boa leitura!

No início, a indústria tinha grandes margens de lucro. Com o aumento da concorrência, isso acabou. Antes, as perdas de processo e as paradas de produção por falha do planejamento se diluíam na ampla margem do lucro e passavam despercebidas.

As paradas de duas horas ou mais em uma linha de produção por falta de material eram comuns. De modo geral, nas micro e pequenas empresas, não havia planejamento da produção: o proprietário junto com o encarregado da produção, ao chegarem na empresa pela manhã, davam uma olhada nos pedidos e, por uma ordem de produção não documentada, iniciavam a produção do dia.

Essa ausência de planejamento causava paradas de produção, muito desperdício de tempo e material. As perdas de material eram muito frequentes em etapas de preparação, como corte, por exemplo.

A falta de uma ordem de produção documentada fazia com que peças fossem cortadas equivocadamente e muitas literalmente perdidas porque não tinham pedido para aquele produto.

Funcionava mais ou menos assim: “vai cortando aí que depois a gente encaixa em um pedido”. Ocorria que esse pedido não acontecia e peças em estoque intermediário ficavam paradas.

Planejamento e Controle da Produção: Obrigatório planejar

Planejamento e Controle da Produção: Obrigatório planejar

O tempo passou, as margens do lucro na indústria encolheram sensivelmente e não foi mais possível trabalhar desse jeito. Obrigatoriamente, as empresas tiveram que planejar.

Com isso surgiu o Planejamento e Controle da Produção – PCP, um método de gerenciamento que busca programar, controlar e melhorar o aproveitamento dos recursos materiais e tempo das pessoas na produção. Reduzindo a ocorrência do retrabalho, um dos principais vilões da baixa produtividade industrial no Brasil.

Com um bom planejamento, é possível tomar decisões de forma assertiva. Com esse método, as atividades produtivas são planejadas a partir de um fluxo do processo que começa com o recebimento do pedido do cliente até a entrega do produto elaborado antecipadamente com uma previsão temporal de semana, quinzena e mês, dependendo da existência de pedido em carteira.

Dessa forma, o suprimento de materiais, o balanceamento da produção e o prazo de entrega do pedido serão cumpridos. A velha prática de iniciar a produção do dia dando uma olhada nos pedidos não é mais permitida.

O PCP, às vezes, ainda é visto como um setor isolado, mas ele tem grande importância para toda a empresa. Sendo bem executado, contribui com a redução de desperdícios, a otimização dos recursos e a entrega do pedido no prazo acordado, impactando diretamente nas finanças da empresa, uma vez que não haverá atrasos das entradas no fluxo de caixa.

Ao longo do tempo, a ocorrência da falta de planejamento como algo ruim para as empresas foi tratada como um acontecimento do passado. Infelizmente, muitas empresas ainda não atentaram para isso e continuam perdendo muito dinheiro por falta de um sistema de planejamento e controle de produção. Nos dias de hoje, esse tipo de atitude (ou falta dela) pode levar uma empresa a ruína, mesmo que de forma lenta.

Compartilhe

WhatsApp chat